Translate

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Como é o consumo da água potável no Brasil

rio com peixes
Peixes no Rio
rio seco
Leito Rio Seco







Quando era adolescente passava as minhas férias escolares no campo, no sítio de meus pais, e lá sempre pescava no Rio e nos seus afluentes que tinham naquela época. Nos riachos afluentes do Rio, eu por inúmeras vezes pesquei enormes peixes, que recordo até hoje e me da muita saudade, das paneladas de peixes cozidos ou fritos, para alegria de todos e da garotada. Hoje fico muito triste quando chego lá, e vejo o Rio quase secando pedindo para seus afluentes mais água, e nenhum deles é capaz de escorrer em seus leitos pelo menos uma gota de água, porque só existem neles, porções de areia, e a devastação do homem. Só resta à lembrança das águas límpidas e dos peixes que pulavam alegres sobre as águas que corriam e jorravam para o Rio seguir até o mar. Hoje só a região Norte do Brasil, ainda não tem falta de água potável em seus Rios, porque é onde está localizado o Aquífero Guarani, com 86 mil quilômetros cúbicos de água potável, abrangendo parte do Uruguai, Argentina, Paraguai, e principalmente o Brasil, ocupando 1.200.000km2. E o Aquífero Alter do chão (ou Aquífero grande Amazônia), localizado nos Estados do Pará, Amapá, e Amazonas, com sua área de 437,5 mil km2 com espessura de 545metros, considerado hoje como o maior Aquífero do mundo (ref. Wikipédia). Na região Sul, Sudeste, Nordeste e Centro Oeste, uma grande parte de seus lagos, riachos e Rios, estão a cada dia com menos água ou secos completamente, como aquele que citei no sítio de meus pais. Nas Cidades brasileiras uma grande parte da população, não tem água potável tratada e encanada. As pessoas que tem acesso à rede pública de água, sempre consumiram a água potável tratada, com total desperdiço e sem controle de gasto, e sem medo de que um dia pudesse faltar água potável tratada na sua casa ou para qualquer tipo de necessidade, porque no Brasil sempre tivemos água em abundância. Os nossos hábitos são assim: Manter sempre a piscina cheia com água potável tratada, tomar banho pelo menos duas vezes ao dia dentro de uma banheira grande, os carros tem que estarem sempre bem limpos com água potável e tratada, as calçadas também são lavadas sempre com essa água, os quintais, as varandas e toda a casa, inclusive o local de trabalho também é usada e jorrada essa água potável tratada, as roupas e tudo que puder ser lavado usamos essa mesma água potável e tratada, sem controle e o desperdiço é total. Hoje é dia 13 de Novembro de 2014, acho que nenhum brasileiro ou estrangeiro que mora no Brasil, não dorme tranquilo pensando se amanhã vai ter água potável para seu banho, para fazer a sua comida, ou ter um simples copo de água para matar a sua sede, e manter o seu corpo vivo neste planeta, que um dia foi chamado de planeta água.

“Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre um profundo grotão
Água que faz inocente riacho
E deságua na corrente do ribeirão

Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população

Águas que caem das pedras
No véu das cascatas, ronco de trovão
E depois dormem tranquilas
No leito dos lagos
No leito dos lagos

Água dos igarapés
Onde Iara, a mãe d’água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão

Gotas de água da chuva
Alegre arco-íris sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes, são lágrimas na inundação

Águas que movem moinhos
São as mesmas águas que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da Terra
Pro fundo da terra

Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água

- música de Guilherme Arantes. Se gostar pode enviar este texto para qualquer pessoa. Muito obrigado, eu sou Nelson Alves do blog- nelsoarcoiris.blogspot.com.br 

domingo, 28 de setembro de 2014

Faixa exclusiva para bicicleta em São Paulo

faixa bicicleta
faixa exclusiva bicicleta
faixa exclusiva
faixa bicicleta






 No Brasil o governo federal vem incentivando a compra de automóveis, dizendo que gera empregos, e fortalece as montadoras e toda a cadeia para fabricar e vender veículos automotores. E com isso as ruas, avenidas, e estradas no Brasil estão sem espaço para suportar tantos veículos, fazendo com que prefeitos dos municípios, e governadores de Estados, encontrem de alguma forma um meio alternativo para as pessoas se locomoverem. Na Cidade de São Paulo, o atual prefeito vem fazendo faixas exclusivas para bicicletas por toda a Cidade. Mas o que está acontecendo é que essas faixas exclusivas para bicicletas estão completamente vazias, sem ciclistas durante a semana, e até aos finais de semana também. Minha opinião é que essas faixas exclusivas para bicicletas deveriam ser usadas pelas motocicletas, porque tem muitas motos no meio dos carros, acontecendo acidente a toda hora; De segunda a sábado seriam usadas pelas motocicletas, e aos domingos e feriados para uso exclusivo dos ciclistas, acho que seria mais prudente. É preciso primeiro conscientizar as pessoas da necessidade de usar a bicicleta e os seus benefícios, como meio de transporte, e não usar simplesmente para lazer. E você já comprou uma bicicleta?  Troque o seu carro ou a sua moto pelo o uso da bicicleta, é mais econômico, mais saudável, e a natureza agradece. Se gostar pode enviar este texto para qualquer pessoa. Eu sou Nelson Alves do blog – nelsoarcoiris.blogspot.com.br  

sábado, 19 de julho de 2014

Qual é o valor de um imóvel no Brasil

casa de condomínio
casa em condomínio
condomínio de luxo
casa de luxo













O preço de um imóvel funciona como qualquer produto ou serviço, ou seja, oferta e procura. Se estiver muitos imóveis à venda no mercado é porque está faltando na outra ponta o comprador, se estiver faltando imóvel ou se tem poucos imóveis à venda, é porque a procura é grande então falta imóvel. Estou no ano de 2.014, e hoje para comprar um terreno para fazer uma simples casa, seja no interior do Brasil ou em qualquer Capital está muito caro. No interior os lotes residenciais tem uma medida um pouco maior do que nas Capitais, mas os construtores fazem verdadeiros milagres, e conseguem cada vez mais encolher as pessoas dentro de suas casas. Estes lotes minúsculos cada dia têm os seus preços mais valorizados, dificultando para aqueles que precisam fazer uma pequena casa para sua família. A mão-de-obra para a construção civil está a cada dia mais caro; Os pedreiros, encanadores, eletricistas, marceneiros, tem oferta de serviços por todos os lados, eles podem escolher onde trabalhar, daí cobra verdadeiro absurdo pelos seus serviços. A venda de materiais para a construção civil tem muita concorrência então os preços ficam relativamente estáveis, também tem financiamentos e créditos para facilitar a venda. Tem construção de imóveis residenciais para todos os cantos do Brasil, desde imóveis para classes baixas, financiados pelos governos, Municipais, Estaduais, e principalmente Federal, até imóveis luxuosos em condomínios para alta sociedade, vendidos por construtoras. Os apartamentos cada dia ficam menores, mas a procura é grande por causa da segurança, as pessoas preferem os que têm lazer, e garagem. A ganância de alguns milionários, que já tem centenas ou milhares de imóveis espalhados por todos os cantos, onde acham que podem comprar mais um imóvel, faz com aquele que não tem onde morar, a cada dia fica mais dependente de um financiamento. Ou se não tem renda ou o nome livre de ônus, tem que morar de favor na casa de um amigo ou de um parente. Mas não está difícil de ver centenas de pessoas morando num barraco qualquer, ou espalhados pelas ruas, pelas praças, morando num canto qualquer deste belo país, que se chama Brasil. Muito obrigado pela sua leitura, eu sou Nelson Alves do blog nelsoarcoiris.blogspot.com.br 

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Falta moradia no Brasil

casa popular
casas populares
apartamento popular
conjunto habitacional 











Somos um pouco mais de duzentos milhões de brasileiros, vivendo num país que ocupa a quinta posição geográfica mundial, pela sua extensão territorial. As famílias que viveram no campo tiveram que migrar para as cidades, em busca de trabalho e uma melhor estrutura familiar. Não houve incentivos dos governos desde longas datas. Se o governo municipal, estadual, e federal, tivessem unidos, há muitos anos atrás, e olhado para o povo do campo, e construído escolas técnicas, onde esses brasileiros pudessem ter aprendido como lidar com a terra, e nela ter ficado morando e sustentando os seus desejos e a sua família, teria sido muito melhor com toda certeza! Para eles, para o Brasil e toda humanidade. É evidente que nenhum brasileiro ia trocar o lugar onde nasceu para buscar num lugar desconhecido, o que ele poderia ter conseguido no campo, onde ele conhecia muito bem. As cidades do interior, hoje estão todas com a sua população volumosa, tem cidades coladas uma na outra, você sai de uma cidade olha para trás ela lhe deseja boa viagem! Para você não esquecê-la e voltar sempre! Você segue em frente, anda poucos quilômetros, já é recebido com boas vindas! Por outro município. Nas Capitais você atravessa certa rua, não sabe se paga o imposto para o Zé ou para Mané, porque na hora de tapar os buracos ninguém quer! Mas para receber o dinheiro do imposto todos brigam, e dizem que ali é terra demarcada faz parte desse município, é para mim que você paga! Deus lhe pague. A todo instante surge um novo empreendimento imobiliário, dizendo que é obra de tal governo, para acabar com a falta de moradia daquele lugar. A demanda por moradia é sempre muito grande em qualquer cidade. Chega um governante e constrói umas casinhas, bem coloridas, coladas uma nas outras, ou um grande conjunto de prédios, no mesmo padrão das casinhas, apartamentos pequenos, coloridos, num lugar bem vistoso. Nesses conjuntos habitacionais, não tem uma árvore plantada, não tem uma praça, nem um jardim, o comércio é desordenado, as escolas são poucas longe e abandonadas, não tem hospitais; Para trabalhar o povo tem que  andar  muitas horas. As prestações são de valores baixos, mas os financiamentos são extremamente longos, ninguém faz essa conta, porque precisa de um lugar para morar e viver com a sua família. O bom é que a cada esquina nasce uma igreja! E o padre ou o pastor fala que ali só tem filho de “Deus” que estão todos salvos de todos os males, se pagar o dízimo, e o povo grita amém! Tem gente morando nas ruas, nas praças, por debaixo das pontes por todos os lados, é de fazer pena em saber que o nosso país é tão rico e tem gente morando nessas condições, pior do que qualquer animal. Surge uma luz, uma estrela! E fala que não falta moradia no Brasil, porque hoje tem crédito e movimento de empreendimentos imobiliários por todos os cantos deste Brasil. Se gostar pode enviar este texto para qualquer pessoa, muito obrigado. Eu sou Nelson Alves do blog nelsoarcoiris.blogspot.com.br.